1 oz de espessura de cobre da placa de circuito impresso

placa de circuito impresso

A MTI é um fabricante profissional de PCB e PCBA, fornecendo um serviço completo. Os principais serviços da empresa incluem a produção de PCB, montagem de PCB e compra de materiais electrónicos, patch SMT, soldadura de placas de circuito, plug-in de placas de circuito.

A nossa clientela estende-se pelos principais continentes (Ásia, América, África) e abrange várias indústrias, incluindo cuidados de saúde, controlo industrial.

Nome do produto 1 oz de espessura de cobre da placa de circuito impresso
Palavra-chave serviços de montagem de placas de circuito impresso, montagem de placas de circuito impresso, empilhamento de placas de circuito impresso de 10 camadas, pcba eletrónico rígido e flexível para OEM, processo de produção e montagem de placas de circuito impresso
Local de origem China
Espessura da placa 2~3,2mm
Sectores aplicáveis controlo industrial, etc.
Serviço Fabrico OEM/ODM
Certificado ISO-9001:2015, ISO-14001:2015,ISO-13485:2012.UL/CSA
Cor da máscara de solda Azul
Vantagem Mantemos a boa qualidade e o preço competitivo para garantir o benefício dos nossos clientes
País de vendas Em todo o mundo, por exemplo: Ilha de Clipperton, Saara Ocidental, Peru, Ilhas Pitcairn, Turquemenistão, Etiópia, Luxemburgo

 

Os seus produtos são sempre entregues antes do prazo e com a melhor qualidade.

Um dos nossos serviços de conceção de hardware é o fabrico de pequenos lotes, que lhe permite testar rapidamente a sua ideia e verificar a funcionalidade da conceção de hardware e da placa PCB.

Temos uma vasta experiência em engenharia para criar um esquema utilizando uma plataforma de software como o Altium Designer. Este layout mostra-lhe o aspeto exato e a colocação dos componentes na sua placa.

Guia de FAQs

1. o que é a testabilidade na conceção de PCB e como é que é conseguida?

Os nossos produtos de espessura de cobre para placa de circuito impresso de 1 oz são submetidos a um controlo de qualidade rigoroso para garantir a satisfação do cliente.
A capacidade de teste na conceção de PCB refere-se à facilidade e precisão com que uma placa de circuito impresso (PCB) pode ser testada quanto à sua funcionalidade e desempenho. Trata-se de um aspeto importante da conceção de PCB, uma vez que garante que quaisquer defeitos ou problemas com a placa podem ser identificados e resolvidos antes de ser utilizada.

Conseguir a testabilidade na conceção de PCB implica a implementação de determinadas características e técnicas de conceção que facilitam o teste da placa. Estas incluem:

1. Conceção para teste (DFT): Trata-se de conceber a placa de circuito impresso com pontos de teste e pontos de acesso específicos que permitam testar com facilidade e precisão os diferentes componentes e circuitos.

2. Pontos de teste: Estes são pontos designados na placa de circuito impresso onde as sondas de teste podem ser ligadas para medir a tensão, a corrente e outros parâmetros. Os pontos de teste devem ser estrategicamente colocados para permitir o acesso a componentes e circuitos críticos.

3. Almofadas de teste: São pequenas almofadas de cobre na placa de circuito impresso que são utilizadas para fixar as sondas de teste. Devem ser colocadas perto do componente ou circuito correspondente para um teste exato.

4. Gabaritos de teste: Trata-se de ferramentas especializadas utilizadas para testar PCB. Podem ser feitos por medida para um projeto específico de PCB e podem melhorar consideravelmente a precisão e a eficiência dos ensaios.

5. Conceção para efeitos de fabrico (DFM): Trata-se de conceber a placa de circuito impresso tendo em conta o fabrico e os ensaios. Isto inclui a utilização de componentes normalizados, evitando esquemas complexos e minimizando o número de camadas para facilitar os ensaios.

6. Conceção para depuração (DFD): Trata-se de conceber a placa de circuito impresso com características que facilitem a identificação e a resolução de quaisquer problemas que possam surgir durante os ensaios.

De um modo geral, conseguir a testabilidade na conceção de PCB requer um planeamento e uma consideração cuidadosos do processo de teste. Ao implementar o DFT, utilizando pontos e almofadas de teste e concebendo para a capacidade de fabrico e depuração, os projectistas podem garantir que as suas PCB são facilmente testáveis e podem ser diagnosticadas de forma rápida e precisa relativamente a quaisquer problemas potenciais.

2. os PCB podem ser fabricados com diferentes espessuras?

Operamos o nosso negócio de espessura de cobre de 1 oz pcb com integridade e honestidade.
Sim, as PCB (placas de circuito impresso) podem ser fabricadas com diferentes espessuras. A espessura de uma placa de circuito impresso é determinada pela espessura da camada de cobre e pela espessura do material de substrato. A espessura da camada de cobre pode variar entre 0,5 oz e 3 oz, enquanto a espessura do material de substrato pode variar entre 0,2 mm e 3,2 mm. As espessuras mais comuns para PCB são 1,6 mm e 0,8 mm, mas podem ser solicitadas espessuras personalizadas aos fabricantes de PCB. A espessura de uma placa de circuito impresso pode afetar a sua resistência mecânica, propriedades térmicas e desempenho elétrico.

3. os PCB podem ser concebidos para suportar vibrações ou choques elevados?

Estabelecemos parcerias estáveis e de longo prazo com os nossos fornecedores, pelo que temos grandes vantagens em termos de preço, custo e garantia de qualidade.
Sim, as PCB podem ser concebidas para resistir a vibrações ou choques elevados, incorporando determinadas características de conceção e utilizando materiais adequados. Algumas formas de tornar uma PCB de 1 oz de espessura de cobre mais resistente a vibrações e choques incluem:

1. Utilização de um material de substrato de PCB mais espesso e mais rígido, como FR-4 ou cerâmica, para proporcionar um melhor suporte estrutural e reduzir a flexão.

2. Acrescentar estruturas de suporte adicionais, tais como orifícios de montagem ou reforços, para fixar a PCB ao chassis ou à caixa.

3. Utilização de componentes mais pequenos e compactos para reduzir o peso e a dimensão globais da placa de circuito impresso, o que pode ajudar a minimizar os efeitos da vibração.

4. Utilizar materiais de absorção de choques, como borracha ou espuma, entre a placa de circuito impresso e a superfície de montagem para absorver e amortecer as vibrações.

5. Conceber a disposição da placa de circuito impresso para minimizar o comprimento e o número de traços e vias, o que pode reduzir o risco de tensões mecânicas e falhas.

6. Utilização de componentes com tecnologia de montagem em superfície (SMT) em vez de componentes com orifícios passantes, uma vez que são menos susceptíveis de serem danificados por vibrações.

7. Incorporação de um revestimento isolante ou de materiais de encapsulamento para proteger a placa de circuito impresso e os componentes da humidade e das tensões mecânicas.

É importante ter em conta os requisitos específicos e o ambiente em que a placa de circuito impresso será utilizada aquando da conceção para uma elevada resistência a vibrações ou choques. A consulta de um especialista em conceção de PCB também pode ajudar a garantir que a PCB é corretamente concebida para resistir a estas condições.

4) Que materiais são normalmente utilizados para fabricar PCB?

Temos vantagens em termos de marketing e expansão de canais. Os fornecedores estabeleceram boas relações de cooperação, melhoraram continuamente os fluxos de trabalho, melhoraram a eficiência e a produtividade e forneceram aos clientes produtos e serviços de alta qualidade.
1. Cobre: O cobre é o material mais comummente utilizado nas placas de circuito impresso. É utilizado como camada condutora para os traços e almofadas dos circuitos.

2. FR4: O FR4 é um tipo de laminado epoxídico reforçado com fibra de vidro que é utilizado como material de base para a maioria dos PCB. Proporciona uma boa resistência mecânica e propriedades de isolamento.

3. Máscara de solda: A máscara de solda é uma camada de polímero que é aplicada sobre os traços de cobre para os proteger da oxidação e para evitar pontes de solda durante a montagem.

4. Serigrafia: A serigrafia é uma camada de tinta que é impressa sobre a máscara de soldadura para fornecer etiquetas de componentes, designadores de referência e outras informações.

5. Solda de estanho/chumbo ou sem chumbo: A solda é utilizada para fixar os componentes à placa de circuito impresso e para criar ligações eléctricas entre eles.

6. Ouro: O ouro é utilizado para revestir as placas de contacto e as vias da placa de circuito impresso, uma vez que proporciona boa condutividade e resistência à corrosão.

7. Prata: A prata é por vezes utilizada como alternativa ao ouro para revestir as placas de contacto e as vias, uma vez que é mais barata, mas continua a proporcionar uma boa condutividade.

8. Níquel: O níquel é utilizado como camada de barreira entre o cobre e o revestimento de ouro ou prata para evitar que se difundam um no outro.

9. Resina epoxídica: A resina epoxídica é utilizada como adesivo para unir as camadas da placa de circuito impresso.

10. Cerâmica: Os materiais cerâmicos são utilizados em placas de circuito impresso especializadas que requerem elevada condutividade térmica e propriedades de isolamento, como em aplicações de alta potência.

5) Como é que o tipo de máscara de solda utilizada afecta o desempenho da placa de circuito impresso?

Temos um amplo espaço de desenvolvimento nos mercados interno e externo. As espessuras de cobre de 1 oz pcb têm grandes vantagens em termos de preço, qualidade e data de entrega.
O tipo de máscara de solda utilizada pode afetar o desempenho da placa de circuito impresso de várias formas:

1. Isolamento: A máscara de solda é utilizada para isolar os traços de cobre de uma placa de circuito impresso, evitando que entrem em contacto uns com os outros e provoquem um curto-circuito. O tipo de máscara de solda utilizada pode afetar o nível de isolamento fornecido, o que pode ter impacto na fiabilidade e funcionalidade globais da placa de circuito impresso.

2. Soldabilidade: A máscara de solda também desempenha um papel crucial no processo de soldadura. O tipo de máscara de solda utilizada pode afetar a tensão superficial e as propriedades de molhagem da solda, o que pode ter impacto na qualidade das juntas de solda e na fiabilidade global da placa de circuito impresso.

3. Resistência térmica: A máscara de solda pode também atuar como uma barreira térmica, protegendo a placa de circuito impresso do calor excessivo. O tipo de máscara de solda utilizado pode afetar a resistência térmica da placa de circuito impresso, o que pode ter impacto na sua capacidade de dissipar o calor e no seu desempenho térmico global.

4. Resistência química: A máscara de solda é também exposta a vários produtos químicos durante o processo de fabrico da placa de circuito impresso, como o fluxo e os agentes de limpeza. O tipo de máscara de solda utilizado pode afetar a sua resistência a estes produtos químicos, o que pode ter impacto na durabilidade e fiabilidade globais da placa de circuito impresso.

5. Propriedades eléctricas: O tipo de máscara de solda utilizada pode também afetar as propriedades eléctricas da placa de circuito impresso, como a sua constante dieléctrica e o seu fator de dissipação. Estas propriedades podem afetar o desempenho dos circuitos de alta frequência e a integridade do sinal.

Em geral, o tipo de máscara de solda utilizado pode ter um impacto significativo no desempenho, fiabilidade e durabilidade de uma placa de circuito impresso. É essencial selecionar cuidadosamente a máscara de solda adequada para uma aplicação específica, a fim de garantir um desempenho ótimo.

Como é que o tipo de máscara de solda utilizada afecta o desempenho da placa de circuito impresso?

 

Etiquetas:fabrico e montagem de placas de circuito impresso,3080 ftw3 pcb,108 chave pcb