Empilhamento de 12 camadas de pcb

A MTI é uma fabricante de placas de circuito impresso (PCB) de alta precisão, especializada na fabricação de placas de circuito impresso de dupla face e multicamadas de alta precisão.

Temos um grupo de funcionários experientes e uma equipe de gerenciamento de alta qualidade, que estabelecem um sistema completo de garantia de qualidade. Os produtos incluem PCB FR-4, PCB de metal e RFPCB (PCB de cerâmica, PCB de PTFE), etc. Temos vasta experiência na produção de PCB de cobre espesso, PCB de RF, PCB de alta Tg, PCB de HDI, com certificações ISO9001, ISO14001, TS16949, ISO 13485 e RoHS.

Nome do produto Empilhamento de 12 camadas de pcb
Palavra-chave h60 pcb,12v pcb
Local de origem China
Espessura da placa 1~3,2 mm
Setores aplicáveis médica, etc.
Serviço Fabricação OEM/ODM
Certificado ISO-9001:2015, ISO-14001:2015,ISO-13485:2012.UL/CSA
Cor da máscara de solda Preto
Vantagens Mantemos a boa qualidade e o preço competitivo para garantir que nossos clientes se beneficiem
País de vendas All over the world for example:Denmark,Isle of Man,Jamaica,Wallis and Futuna,Cocos (Keeling) Islands,Kyrgyzstan,Venezuela,Guatemala

 

Um de nossos serviços de projeto de hardware é a fabricação de pequenos lotes, que permite testar sua ideia rapidamente e verificar a funcionalidade do projeto de hardware e da placa PCB.

Seus produtos são sempre entregues antes do prazo e com a mais alta qualidade.

Temos uma vasta experiência em engenharia para criar um layout usando uma plataforma de software como o Altium Designer. Esse layout mostra a aparência e o posicionamento exatos dos componentes em sua placa.

Guia de perguntas frequentes

1.Can PCBs be designed to withstand high vibration or shock?

Estabelecemos parcerias estáveis e de longo prazo com nossos fornecedores, de modo que temos grandes vantagens em termos de preço, custo e garantia de qualidade.
Sim, as PCBs podem ser projetadas para resistir a altas vibrações ou choques, incorporando determinados recursos de design e usando materiais apropriados. Algumas maneiras de tornar uma PCB mais resistente a vibrações e choques incluem:

1. Uso de um material de substrato de PCB mais espesso e mais rígido, como FR-4 ou cerâmica, para oferecer melhor suporte estrutural e reduzir a flexão.

2. Acrescentar estruturas de suporte adicionais, como furos de montagem ou reforços, para fixar a PCB no chassi ou no gabinete.

3. Uso de componentes menores e mais compactos para reduzir o peso e o tamanho total da placa de circuito impresso, o que pode ajudar a minimizar os efeitos da vibração.

4. Usar materiais de absorção de choque, como borracha ou espuma, entre a PCB e a superfície de montagem para absorver e amortecer as vibrações.

5. Projetar o layout da PCB para minimizar o comprimento e o número de traços e vias, o que pode reduzir o risco de estresse mecânico e falhas.

6. Usar componentes com tecnologia de montagem em superfície (SMT) em vez de componentes com orifícios passantes, pois eles são menos propensos a danos causados por vibração.

7. Incorporação de revestimento isolante ou materiais de envasamento para proteger a PCB e os componentes contra umidade e estresse mecânico.

É importante considerar os requisitos específicos e o ambiente em que a placa de circuito impresso será usada ao projetar uma alta resistência a vibrações ou choques. Consultar um especialista em projeto de PCB também pode ajudar a garantir que a PCB seja projetada adequadamente para suportar essas condições.

2) Qual é a importância da largura e do espaçamento dos traços em um projeto de PCB?

Our 12 layer pcb stackup products have competitive and differentiated advantages, and actively promote digital transformation and innovation.
A largura e o espaçamento dos traços em um projeto de PCB são fatores cruciais que podem afetar muito o desempenho e a confiabilidade do circuito. Aqui estão alguns motivos para isso:

1. Capacidade de transporte de corrente: A largura do traço determina a quantidade de corrente que pode fluir através do traço sem causar aquecimento excessivo. Se a largura do traço for muito estreita, poderá causar superaquecimento e danos ao circuito.

2. Queda de tensão: A largura do traço também afeta a queda de tensão através do traço. Um traço estreito terá uma resistência maior, resultando em uma queda de tensão maior. Isso pode causar uma diminuição no nível de tensão no final do traço, afetando o desempenho do circuito.

3. Integridade do sinal: O espaçamento entre os traços é fundamental para manter a integridade do sinal. Se o espaçamento for muito estreito, poderá ocorrer diafonia e interferência entre os sinais, resultando em erros e mau funcionamento do circuito.

4. Gerenciamento térmico: O espaçamento entre os traços também desempenha uma função no gerenciamento térmico. O espaçamento adequado entre os traços permite uma melhor circulação de ar, o que ajuda a dissipar o calor do circuito. Isso é especialmente importante para circuitos de alta potência.

5. Restrições de fabricação: A largura e o espaçamento dos traços também precisam ser considerados no processo de fabricação. Se os traços estiverem muito próximos uns dos outros, pode ser difícil gravar e inspecionar a placa de circuito impresso, o que leva a defeitos de fabricação.

Em resumo, a largura e o espaçamento do traço são parâmetros críticos que precisam ser cuidadosamente considerados no projeto da placa de circuito impresso para garantir o funcionamento adequado e a confiabilidade do circuito.

How important is the trace width and spacing in a 12 layer pcb stackup design?

3) O que é o gerenciamento térmico em PCBs e por que ele é importante?

Temos trabalhado arduamente para melhorar a qualidade do serviço e atender às necessidades dos clientes.
O gerenciamento térmico em PCBs (placas de circuito impresso) refere-se às técnicas e estratégias usadas para controlar e dissipar o calor gerado pelos componentes eletrônicos na placa. Isso é importante porque o calor excessivo pode danificar os componentes, reduzir seu desempenho e até mesmo causar falhas na PCB. O gerenciamento térmico adequado é fundamental para garantir a confiabilidade e a longevidade dos dispositivos eletrônicos.

Os componentes eletrônicos de uma PCB geram calor devido ao fluxo de eletricidade que passa por eles. Esse calor pode se acumular e fazer com que a temperatura da PCB aumente, o que pode levar a mau funcionamento ou falhas. As técnicas de gerenciamento térmico são usadas para dissipar esse calor e manter a temperatura da PCB dentro dos limites operacionais seguros.

Há vários métodos de gerenciamento térmico em PCBs, incluindo dissipadores de calor, vias térmicas e almofadas térmicas. Os dissipadores de calor são componentes metálicos conectados a componentes quentes na PCB para absorver e dissipar o calor. As vias térmicas são pequenos orifícios perfurados na PCB para permitir que o calor escape para o outro lado da placa. As almofadas térmicas são usadas para transferir o calor dos componentes para a PCB e depois para o ar ao redor.

O gerenciamento térmico adequado é especialmente importante em PCBs de alta potência e alta densidade, em que a geração de calor é mais significativa. Também é fundamental em aplicações em que a PCB é exposta a temperaturas extremas ou a ambientes agressivos. Sem um gerenciamento térmico eficaz, o desempenho e a confiabilidade dos dispositivos eletrônicos podem ser comprometidos, levando a reparos ou substituições dispendiosas.

4) O que é testabilidade no projeto de PCB e como ela é obtida?

Our 12 layer pcb stackup products undergo strict quality control to ensure customer satisfaction.
A capacidade de teste no projeto de PCB refere-se à facilidade e à precisão com que uma placa de circuito impresso (PCB) pode ser testada quanto à funcionalidade e ao desempenho. É um aspecto importante do projeto de PCB, pois garante que quaisquer defeitos ou problemas com a placa possam ser identificados e resolvidos antes de ser colocada em uso.

A obtenção da capacidade de teste no projeto de PCB envolve a implementação de determinados recursos e técnicas de projeto que facilitam o teste da placa. Esses recursos incluem:

1. Projeto para teste (DFT): Isso envolve o projeto da placa de circuito impresso com pontos de teste e pontos de acesso específicos que permitem testes fáceis e precisos de diferentes componentes e circuitos.

2. Pontos de teste: São pontos designados na placa de circuito impresso onde as sondas de teste podem ser conectadas para medir a tensão, a corrente e outros parâmetros. Os pontos de teste devem ser estrategicamente posicionados para fornecer acesso a componentes e circuitos críticos.

3. Pads de teste: São pequenas almofadas de cobre na placa de circuito impresso usadas para fixar as sondas de teste. Elas devem ser colocadas perto do componente ou circuito correspondente para que o teste seja preciso.

4. Jigs de teste: São ferramentas especializadas usadas para testar PCBs. Elas podem ser feitas sob medida para um projeto específico de PCB e podem melhorar muito a precisão e a eficiência dos testes.

5. Projeto para manufaturabilidade (DFM): Isso envolve projetar a PCB tendo em mente a fabricação e os testes. Isso inclui o uso de componentes padrão, evitando layouts complexos e minimizando o número de camadas para facilitar os testes.

6. Projeto para depuração (DFD): Isso envolve projetar a placa de circuito impresso com recursos que facilitem a identificação e a solução de problemas que possam surgir durante o teste.

De modo geral, a obtenção da capacidade de teste no projeto de PCB requer planejamento cuidadoso e consideração do processo de teste. Ao implementar o DFT, usar pontos e pads de teste e projetar para a capacidade de fabricação e depuração, os projetistas podem garantir que suas PCBs sejam facilmente testáveis e possam ser diagnosticadas com rapidez e precisão quanto a possíveis problemas.

What is testability in 12 layer pcb stackup design and how is it achieved?

5) Que materiais são comumente usados para fabricar PCBs?

Temos vantagens em marketing e expansão de canais. Os fornecedores estabeleceram boas relações de cooperação, aprimoraram continuamente os fluxos de trabalho, melhoraram a eficiência e a produtividade e forneceram aos clientes produtos e serviços de alta qualidade.
1. Cobre: O cobre é o material mais comumente usado em PCBs. Ele é usado como a camada condutora para os traços e as almofadas do circuito.

2. FR4: o FR4 é um tipo de laminado epóxi reforçado com fibra de vidro que é usado como material de base para a maioria das PCBs. Ele oferece boa resistência mecânica e propriedades de isolamento.

3. Máscara de solda: A máscara de solda é uma camada de polímero aplicada sobre os traços de cobre para protegê-los da oxidação e evitar pontes de solda durante a montagem.

4. Silkscreen: Silkscreen é uma camada de tinta impressa na parte superior da máscara de solda para fornecer rótulos de componentes, designadores de referência e outras informações.

5. Solda de estanho/chumbo ou sem chumbo: A solda é usada para fixar os componentes na placa de circuito impresso e para criar conexões elétricas entre eles.

6. Ouro: O ouro é usado para revestir as almofadas de contato e as vias na PCB, pois oferece boa condutividade e resistência à corrosão.

7. Prata: Às vezes, a prata é usada como alternativa ao ouro para revestir as almofadas de contato e as vias, pois é mais barata, mas ainda oferece boa condutividade.

8. Níquel: O níquel é usado como uma camada de barreira entre o cobre e o revestimento de ouro ou prata para evitar que eles se difundam um no outro.

9. Resina epóxi: A resina epóxi é usada como adesivo para unir as camadas da placa de circuito impresso.

10. Cerâmica: Os materiais cerâmicos são usados para PCBs especializadas que exigem alta condutividade térmica e propriedades de isolamento, como em aplicações de alta potência.

6. os PCBs podem ser personalizados com base em requisitos específicos de projeto?

Temos vasta experiência no setor e conhecimento profissional, além de forte competitividade no mercado.
Sim, as PCBs (placas de circuito impresso) podem ser personalizadas com base em requisitos específicos de projeto. Normalmente, isso é feito por meio do uso de software CAD (computer-aided design, projeto auxiliado por computador), que permite a criação de um layout e um projeto personalizados para a PCB. O projeto pode ser adaptado para atender a requisitos específicos de tamanho, forma e funcionalidade, além de incorporar componentes e recursos específicos. O processo de personalização também pode envolver a seleção dos materiais e das técnicas de fabricação adequados para garantir que a PCB atenda às especificações desejadas.

Can 12 layer pcb stackup be customized based on specific design requirements?

7) Como o tamanho e o formato do furo afetam o processo de fabricação de uma placa de circuito impresso?

Continuamos a investir em pesquisa e desenvolvimento e a lançar produtos inovadores.
O tamanho e o formato do furo em uma placa de circuito impresso podem afetar o processo de fabricação de várias maneiras:

1. Processo de perfuração: O tamanho e a forma dos furos determinam o tipo de broca e a velocidade de perfuração necessária para criar os furos. Furos menores exigem brocas menores e velocidades de perfuração mais lentas, enquanto furos maiores exigem brocas maiores e velocidades de perfuração mais rápidas. O formato do furo também pode afetar a estabilidade da broca e a precisão do processo de perfuração.

2. Processo de revestimento: Depois que os furos são feitos, eles precisam ser revestidos com um material condutor para criar conexões elétricas entre as diferentes camadas da placa de circuito impresso. O tamanho e a forma dos furos podem afetar o processo de galvanização, pois furos maiores ou de formato irregular podem exigir mais material de galvanização e tempos de galvanização mais longos.

3. Processo de soldagem: O tamanho e a forma dos furos também podem afetar o processo de soldagem. Os furos menores podem exigir uma colocação mais precisa dos componentes e técnicas de soldagem mais cuidadosas, enquanto os furos maiores podem facilitar a soldagem.

4. Posicionamento de componentes: O tamanho e a forma dos furos também podem afetar o posicionamento dos componentes na placa de circuito impresso. Os furos menores podem limitar o tamanho dos componentes que podem ser usados, enquanto os furos maiores podem permitir mais flexibilidade na colocação dos componentes.

5. Projeto da placa de circuito impresso: O tamanho e a forma dos furos também podem afetar o design geral da placa de circuito impresso. Diferentes tamanhos e formatos de orifícios podem exigir diferentes estratégias de roteamento e layout, o que pode afetar a funcionalidade e o desempenho gerais da placa de circuito impresso.

De modo geral, o tamanho e a forma dos furos em uma placa de circuito impresso podem afetar significativamente o processo de fabricação e devem ser cuidadosamente considerados durante a fase de projeto para garantir uma produção eficiente e precisa.

 

Tags:china rigid flex electronic pcba,montagem de placas de circuito