empilhamento de placas de circuito impresso de 1,6 mm

A MTI é especializada em serviços de fabrico de produtos electrónicos chave na mão, fornecendo soluções abrangentes desde a documentação do produto até à entrega de produtos de alta qualidade em todo o mundo.

Com uma vasta gama, boa qualidade, preços razoáveis e designs elegantes, os nossos produtos são amplamente utilizados na segurança. Os nossos produtos são amplamente reconhecidos e confiados pelos utilizadores e podem satisfazer as necessidades económicas e sociais em constante mudança.

Nome do produto empilhamento de placas de circuito impresso de 1,6 mm
Palavra-chave pcb manufacturer,prototype printed circuit board assembly,12v pcb,100 pcb keyboard,100 mechanical keyboard pcb
Local de origem China
Espessura da placa 1~3,2mm
Sectores aplicáveis novas energias, etc.
Serviço Fabrico OEM/ODM
Certificado ISO-9001:2015, ISO-14001:2015,ISO-13485:2012.UL/CSA
Cor da máscara de solda Blue
Vantagem Mantemos a boa qualidade e o preço competitivo para garantir o benefício dos nossos clientes
País de vendas All over the world for example:British Indian Ocean Territory,Mali,Seychelles,Dominican Republic,Georgia,Palau,Egypt,Comoros,Equatorial Guinea

 

Os seus produtos são sempre entregues antes do prazo e com a melhor qualidade.

Temos uma vasta experiência em engenharia para criar um esquema utilizando uma plataforma de software como o Altium Designer. Este layout mostra-lhe o aspeto exato e a colocação dos componentes na sua placa.

Um dos nossos serviços de conceção de hardware é o fabrico de pequenos lotes, que lhe permite testar rapidamente a sua ideia e verificar a funcionalidade da conceção de hardware e da placa PCB.

Guia de FAQs

1. como é que o tamanho e a forma do orifício afectam o processo de fabrico de uma placa de circuito impresso?

Continuamos a investir em investigação e desenvolvimento e a lançar produtos inovadores.
O tamanho e a forma dos orifícios numa placa de circuito impresso podem afetar o processo de fabrico de várias formas:

1. Processo de perfuração: O tamanho e a forma dos furos determinam o tipo de broca e a velocidade de perfuração necessária para os criar. Os furos mais pequenos requerem brocas mais pequenas e velocidades de perfuração mais lentas, enquanto os furos maiores requerem brocas maiores e velocidades de perfuração mais rápidas. A forma do furo também pode afetar a estabilidade da broca e a precisão do processo de perfuração.

2. Processo de revestimento: Após a perfuração dos orifícios, estes têm de ser revestidos com um material condutor para criar ligações eléctricas entre as diferentes camadas da placa de circuito impresso. O tamanho e a forma dos furos podem afetar o processo de galvanização, uma vez que os furos maiores ou de forma irregular podem exigir mais material de galvanização e tempos de galvanização mais longos.

3. Processo de soldadura: O tamanho e a forma dos orifícios também podem afetar o processo de soldadura. Os furos mais pequenos podem exigir uma colocação mais precisa dos componentes e técnicas de soldadura mais cuidadosas, enquanto os furos maiores podem permitir uma soldadura mais fácil.

4. Colocação de componentes: O tamanho e a forma dos furos também podem afetar a colocação dos componentes na placa de circuito impresso. Os orifícios mais pequenos podem limitar o tamanho dos componentes que podem ser utilizados, enquanto os orifícios maiores podem permitir uma maior flexibilidade na colocação dos componentes.

5. Conceção da placa de circuito impresso: A dimensão e a forma dos orifícios podem também afetar a conceção geral da placa de circuito impresso. As diferentes dimensões e formas dos furos podem exigir diferentes estratégias de encaminhamento e disposição, o que pode afetar a funcionalidade e o desempenho globais da placa de circuito impresso.

Em geral, o tamanho e a forma dos orifícios numa placa de circuito impresso podem ter um impacto significativo no processo de fabrico e devem ser cuidadosamente considerados durante a fase de conceção para garantir uma produção eficiente e precisa.

2.What are the differences between a prototype and production PCB?

We have a good reputation and image in the industry. The quality and price advantage of 1.6mm pcb stackup products is an important factor in our hard overseas market.
1. Objetivo: A principal diferença entre um protótipo e uma placa de circuito impresso de produção é o seu objetivo. Um protótipo de placa de circuito impresso é utilizado para testar e validar um projeto, enquanto uma placa de circuito impresso de produção é utilizada para produção em massa e utilização comercial.

2. Conceção: Os protótipos de PCB são normalmente soldados à mão e têm uma conceção mais simples do que os PCB de produção. As PCB de produção são concebidas com maior precisão e complexidade para satisfazer os requisitos específicos do produto final.

3. Materiais: Os protótipos de PCB são frequentemente fabricados com materiais mais baratos, como o FR-4, enquanto os PCB de produção utilizam materiais de maior qualidade, como a cerâmica ou o núcleo metálico, para um melhor desempenho e durabilidade.

4. Quantidade: Os protótipos de PCB são normalmente fabricados em pequenas quantidades, enquanto os PCB de produção são fabricados em grandes quantidades para satisfazer a procura do mercado.

5. Custo: Devido à utilização de materiais mais baratos e de quantidades mais pequenas, os protótipos de PCB são menos dispendiosos do que os PCB de produção. As placas de circuito impresso de produção requerem um investimento maior devido à utilização de materiais de qualidade superior e de quantidades maiores.

6. Prazo de execução: Os protótipos de PCB têm um prazo de execução mais curto, uma vez que são fabricados em quantidades mais pequenas e podem ser soldados à mão. Os PCB de produção têm um prazo de execução mais longo, uma vez que exigem processos de fabrico mais complexos e quantidades maiores.

7. Testes: Os protótipos de PCB são extensivamente testados para garantir que o projeto é funcional e cumpre as especificações exigidas. As placas de circuito impresso de produção também são submetidas a testes, mas o foco está mais no controlo de qualidade e na consistência da produção em massa.

8. Documentação: Os protótipos de PCB podem não ter documentação pormenorizada, uma vez que são frequentemente soldados à mão e utilizados para fins de ensaio. As PCB de produção têm uma documentação pormenorizada para garantir a coerência do fabrico e para referência futura.

9. Modificações: Os protótipos de PCB são mais fáceis de modificar e alterar, uma vez que não são produzidos em massa. As PCB de produção são mais difíceis de modificar, uma vez que quaisquer alterações podem afetar todo o processo de produção.

10. Fiabilidade: Os PCB de produção são concebidos e fabricados para serem mais fiáveis e duradouros, uma vez que serão utilizados no produto final. Os protótipos de PCB podem não ter o mesmo nível de fiabilidade, uma vez que são utilizados para testes e podem não ser submetidos ao mesmo nível de controlo de qualidade.

3.How important is the trace width and spacing in a PCB design?

Our 1.6mm pcb stackup products have competitive and differentiated advantages, and actively promote digital transformation and innovation.
A largura e o espaçamento dos traços num desenho de PCB são factores cruciais que podem afetar grandemente o desempenho e a fiabilidade do circuito. Eis algumas razões para tal:

1. Capacidade de transporte de corrente: A largura do traço determina a quantidade de corrente que pode fluir através do traço sem causar aquecimento excessivo. Se a largura do traço for demasiado estreita, pode provocar um sobreaquecimento e danificar o circuito.

2. Queda de tensão: A largura do traço também afecta a queda de tensão através do traço. Um traço estreito terá uma resistência mais elevada, resultando numa maior queda de tensão. Isto pode causar uma diminuição do nível de tensão no final do traço, afectando o desempenho do circuito.

3. Integridade do sinal: O espaçamento entre traços é fundamental para manter a integridade do sinal. Se o espaçamento for demasiado estreito, pode dar origem a diafonia e interferência entre sinais, resultando em erros e mau funcionamento do circuito.

4. Gestão térmica: O espaçamento entre traços também desempenha um papel na gestão térmica. Um espaçamento adequado entre traços permite uma melhor circulação de ar, o que ajuda a dissipar o calor do circuito. Isto é especialmente importante para circuitos de alta potência.

5. Restrições de fabrico: A largura e o espaçamento dos traços também têm de ser considerados no processo de fabrico. Se os traços estiverem demasiado próximos uns dos outros, pode ser difícil gravar e inspecionar a placa de circuito impresso, o que pode dar origem a defeitos de fabrico.

Em resumo, a largura e o espaçamento dos traços são parâmetros críticos que devem ser cuidadosamente considerados na conceção da placa de circuito impresso para garantir o bom funcionamento e a fiabilidade do circuito.

4.What are the advantages and disadvantages of using a rigid or flexible PCB?

Possuímos tecnologia de ponta e capacidades de inovação, damos importância à formação e desenvolvimento dos funcionários e oferecemos oportunidades de promoção.
Vantagens da placa de circuito impresso rígida:
1. Durabilidade: As placas de circuito impresso rígidas são mais duráveis e podem suportar níveis mais elevados de tensão e deformação do que as placas de circuito impresso flexíveis.

2. Melhor para aplicações de alta velocidade: As placas de circuito impresso rígidas são mais adequadas para aplicações de alta velocidade, uma vez que têm melhor integridade de sinal e menor perda de sinal.

3. Rentabilidade: Os PCB rígidos são geralmente menos dispendiosos de fabricar do que os PCB flexíveis.

4. Mais fácil de montar: Os PCB rígidos são mais fáceis de montar e podem ser utilizados com processos de montagem automatizados, o que os torna mais eficientes para a produção em massa.

5. Maior densidade de componentes: As placas de circuito impresso rígidas podem acomodar um maior número de componentes e têm uma maior densidade de componentes em comparação com as placas de circuito impresso flexíveis.

Desvantagens do PCB rígido:
1. Flexibilidade limitada: Os PCB rígidos não são flexíveis e não podem ser dobrados ou torcidos, o que os torna inadequados para determinadas aplicações.

2. Mais volumosas: As placas de circuito impresso rígidas são mais volumosas e ocupam mais espaço do que as placas de circuito impresso flexíveis, o que pode ser uma desvantagem em dispositivos electrónicos compactos.

3. Propensão para danos: Os PCB rígidos são mais susceptíveis de sofrer danos causados por vibrações e choques, o que pode afetar o seu desempenho.

Vantagens da placa de circuito impresso flexível:
1. Flexibilidade: As placas de circuito impresso flexíveis podem ser dobradas, torcidas e rebatidas, o que as torna adequadas para aplicações em que o espaço é limitado ou em que a placa de circuito impresso tem de se adaptar a uma forma específica.

2. Leveza: As placas de circuito impresso flexíveis são leves e ocupam menos espaço do que as placas de circuito impresso rígidas, o que as torna ideais para dispositivos electrónicos portáteis.

3. Melhor para ambientes de elevada vibração: Os PCB flexíveis são mais resistentes a vibrações e choques, o que os torna adequados para utilização em ambientes de elevada vibração.

4. Maior fiabilidade: As placas de circuito impresso flexíveis têm menos interligações e juntas de soldadura, reduzindo as possibilidades de falha e aumentando a fiabilidade.

Desvantagens da placa de circuito impresso flexível:
1. Custo mais elevado: O fabrico de placas de circuito impresso flexíveis é geralmente mais dispendioso do que o de placas de circuito impresso rígidas.

2. Densidade limitada de componentes: As placas de circuito impresso flexíveis têm uma menor densidade de componentes em comparação com as placas de circuito impresso rígidas, o que pode limitar a sua utilização em aplicações de alta densidade.

3. Difícil de reparar: As PCB flexíveis são mais difíceis de reparar do que as PCB rígidas, uma vez que exigem equipamento e conhecimentos especializados.

4. Menos adequadas para aplicações de alta velocidade: As placas de circuito impresso flexíveis têm maior perda de sinal e menor integridade de sinal em comparação com as placas de circuito impresso rígidas, o que as torna menos adequadas para aplicações de alta velocidade.

What are the advantages and disadvantages of using a rigid or flexible PCB?

5.How does the type of PCB finish affect its durability and lifespan?

Tenho um sistema abrangente de serviço pós-venda, que pode prestar atenção às tendências do mercado em tempo útil e ajustar a nossa estratégia em tempo útil.

O tipo de acabamento da placa de circuito impresso pode ter um impacto significativo na durabilidade e no tempo de vida de uma placa de circuito impresso. O acabamento é o revestimento final aplicado à superfície da placa de circuito impresso para a proteger de factores ambientais e garantir o seu bom funcionamento. Alguns tipos comuns de acabamentos de PCB incluem HASL (Hot Air Solder Leveling), ENIG (Electroless Nickel Immersion Gold) e OSP (Organic Solderability Preservative).

1. HASL (nivelamento de solda por ar quente):
O HASL é um acabamento popular e económico que envolve o revestimento da placa de circuito impresso com uma camada de solda fundida e, em seguida, o seu nivelamento com ar quente. Este acabamento proporciona uma boa soldabilidade e é adequado para a maioria das aplicações. No entanto, não é muito durável e pode ser propenso à oxidação, o que pode afetar o desempenho da placa de circuito impresso ao longo do tempo. O acabamento HASL também tem um prazo de validade limitado e pode exigir retrabalho após um determinado período.

2. ENIG (ouro de imersão em níquel eletrolítico):
O ENIG é um acabamento mais avançado e duradouro do que o HASL. Envolve a deposição de uma camada de níquel e depois uma camada de ouro na superfície do PCB. Este acabamento proporciona uma excelente resistência à corrosão e é adequado para aplicações de elevada fiabilidade. O acabamento ENIG também tem um prazo de validade mais longo e não requer retrabalho tão frequentemente como o HASL.

3. OSP (Organic Solderability Preservative):
OSP é um revestimento orgânico fino aplicado à superfície do PCB para o proteger da oxidação. É um acabamento económico e proporciona uma boa soldabilidade. No entanto, o acabamento OSP não é tão durável quanto o ENIG e pode exigir retrabalho após um certo período. Também não é adequado para aplicações de alta temperatura.

Em resumo, o tipo de acabamento do PCB pode afetar a sua durabilidade e vida útil das seguintes formas

- Resistência à corrosão: Os acabamentos como ENIG e OSP proporcionam uma melhor resistência à corrosão em comparação com HASL, o que pode afetar o desempenho e a vida útil da placa de circuito impresso.
- Prazo de validade: Os acabamentos como o ENIG têm um prazo de validade mais longo do que o HASL, o que pode exigir um novo trabalho após um determinado período.
- Soldabilidade: Todos os acabamentos proporcionam uma boa soldabilidade, mas o ENIG e o OSP são mais adequados para aplicações de elevada fiabilidade.
- Factores ambientais: O tipo de acabamento também pode afetar a resistência do PCB a factores ambientais como a humidade, a temperatura e os produtos químicos, o que pode ter impacto na sua durabilidade e tempo de vida.

Em conclusão, a escolha do tipo correto de acabamento de PCB é crucial para garantir a durabilidade e a longevidade da PCB. Factores como a aplicação, as condições ambientais e o orçamento devem ser considerados ao selecionar o acabamento adequado para uma placa de circuito impresso.

6.How do PCBs support the integration of different electronic components?

We actively participate in the 1.6mm pcb stackup industry associations and organization activities. The corporate social responsibility performed well, and the focus of brand building and promotion.
As PCB (placas de circuitos impressos) são essenciais para a integração de diferentes componentes electrónicos em dispositivos electrónicos. Fornecem uma plataforma para ligar e suportar os vários componentes, permitindo-lhes trabalhar em conjunto sem problemas. Eis algumas das formas como as placas de circuito impresso apoiam a integração de diferentes componentes electrónicos:

1. Ligações eléctricas: As placas de circuito impresso têm uma rede de traços de cobre que ligam os diferentes componentes electrónicos da placa. Estes traços funcionam como condutores, permitindo que a eletricidade circule entre os componentes e que estes comuniquem e trabalhem em conjunto.

2. Superfície de montagem: As placas de circuito impresso proporcionam uma superfície de montagem estável e segura para os componentes electrónicos. Os componentes são soldados na placa, assegurando que estão firmemente fixados e que não se deslocam nem se soltam durante o funcionamento.

3. Poupança de espaço: As placas de circuito impresso são concebidas para serem compactas e pouparem espaço, permitindo a integração de múltiplos componentes numa única placa. Isto é especialmente útil em pequenos dispositivos electrónicos em que o espaço é limitado.

4. Personalização: As placas de circuito impresso podem ser personalizadas para acomodar diferentes tipos e tamanhos de componentes electrónicos. Isto permite flexibilidade no design e a integração de uma vasta gama de componentes, facilitando a criação de dispositivos electrónicos complexos.

5. Encaminhamento de sinais: As placas de circuito impresso têm várias camadas, sendo cada camada dedicada a uma função específica. Isto permite um encaminhamento eficiente dos sinais entre os componentes, reduzindo as interferências e garantindo que os componentes possam comunicar eficazmente.

6. Distribuição de energia: As placas de circuito impresso têm planos de potência dedicados que distribuem a energia pelos diferentes componentes da placa. Isto garante que cada componente recebe a quantidade de energia necessária, evitando danos e assegurando um funcionamento correto.

7. Gestão térmica: As placas de circuito impresso desempenham também um papel crucial na gestão do calor gerado pelos componentes electrónicos. Têm camadas de cobre que actuam como dissipadores de calor, dissipando-o e evitando o sobreaquecimento dos componentes.

Em resumo, as placas de circuito impresso constituem uma plataforma robusta e eficiente para a integração de diferentes componentes electrónicos. Permitem que os componentes trabalhem em conjunto sem problemas, garantindo o bom funcionamento dos dispositivos electrónicos.

7.What are the factors to consider when choosing the right PCB material for a specific application?

We are centered on customers and always pay attention to customers’ needs for 1.6mm pcb stackup products.
1. Electrical properties: The electrical properties of the PCB material, such as dielectric constant, loss tangent, and insulation resistance, should be carefully considered to ensure optimal performance for the specific application.

2. Thermal properties: The thermal conductivity and coefficient of thermal expansion of the PCB material are important factors to consider, especially for applications that require high power or operate in extreme temperatures.

3. Mechanical properties: The mechanical strength, stiffness, and flexibility of the PCB material should be evaluated to ensure it can withstand the physical stresses and strains of the application.

4. Chemical resistance: The PCB material should be resistant to any chemicals or solvents that it may come into contact with during its use.

5. Cost: The cost of the PCB material should be considered, as it can vary significantly depending on the type and quality of the material.

6. Availability: Some PCB materials may be more readily available than others, which can affect production timelines and costs.

7. Manufacturing process: The chosen PCB material should be compatible with the manufacturing process, such as etching, drilling, and plating, to ensure efficient and reliable production.

8. Environmental factors: The application environment, such as humidity, moisture, and exposure to UV light, should be taken into account when selecting a PCB material to ensure it can withstand these conditions.

9. Signal integrity: For high-frequency applications, the PCB material should have low signal loss and good signal integrity to prevent interference and ensure accurate signal transmission.

10. RoHS compliance: If the application requires compliance with environmental regulations, such as the Restriction of Hazardous Substances (RoHS) directive, the PCB material should be chosen accordingly.

 

Etiquetas:12 volts pcb led,104 keyboard pcb,1 layer vs 2 layer pcb